“Urbanistic Architecture” According to Raul Lino Visions of the Portuguese City in the First Half of the 20th Century (1900-1948)

Main Article Content

Paulo Manta Pereira
https://orcid.org/0000-0003-3796-6768

Abstract

Over a period of nearly one hundred years, Raul Lino (1879-1974) experienced the profound political, social and economic changes that marked the twentieth century in Portugal. Having been born during the Constitutional Monarchy (1822-1910), he lived through the First Republic (1910-1926), the Military Dictatorship (1926-1933), the Second Republic, or Estado Novo (New State, 1933-1974), and died shortly after the Carnation Revolution of 25 April 1974, at the dawning of the Third Republic. He was an architect who published prolifically in Portugal, having become known through his advocacy of the Campanha da casa Portuguesa (Portuguese House Campaign), which provoked a great deal of controversy. The debate peaked with the Polémica da casa Portuguesa (Polemic of the Portuguese house) at the Calouste Gulbenkian Foundation in 1970, after the inauguration of the retrospective exhibition on Raul Lino. He is less known for the quality of his transversal synthesis conceived between urbanism, architecture, the decorative arts, and its underlying affirmation of an idea of the city, which we conjecture from our analysis of his narrative. This analysis concentrates on eleven case studies that encompasses architectural projects, urbanistic plans and technical advice limited to the first half of the 20th century. The broad, cross-disciplinary position of Lino was defended in the same year as the First National Architecture Congress (1948), whose proposals ratified in Portugal the orthodoxy principles of modern architecture and urban planning for the new universal man-type, established in 1933 by the International Congresses of Modern Architecture (CIAM). Quoting Aristotle, Raul Lino conceived the city as the locus of happiness, shaping forms of consensus between tradition and modernity by means of an architecture at the scale of man and in proportion to his circumstance, consistently outlining a modern possibility of continuity.

Article Details

Section
Peer Reviewed Papers

References

Almeida, Pedro V. 1970. “Raul Lino – Arquiteto moderno.” In Raul Lino: Exposição retrospetiva da sua Obra, 115-188. Lisboa: CGF.
Almeida, Pedro V. 2000. “Raul Lino”. Jornal Arquitectos. n.º 195 (March/April): 36-39.
Bandeirinha, José A. 1996. Quinas Vivas. Memória Descritiva de alguns episódios significativos do conflito entre fazer moderno e fazer nacional na arquitetura portuguesa dos anos 40, Foreword by Fernando Távora. Porto: Faculdade de Arquitectura da Universidade.
Choay, Françoise. 1965. L’urbanisme: Utopies et Réalités. Paris: Seuil
Duarte, Carlos S. 1970. “Noticiário.” Arquitectura, 115 (4): 97.
Edwards, Arthur T. 1924. Good & Bad Manners in Architecture. London: Philip Allan & Co.
França, José Augusto. 1970. “Raul Lino – Arquitecto da Geração de 90.” In Raul Lino: Exposição retrospetiva da sua Obra, 74-114. Lisboa: CGF.
França, José A. 1970. “Raul Lino relido.” Diário de Lisboa, Nov. 26, 1970
Haupt, Karl Albrecht. 1986. A arquitectura do Renascimento em Portugal: do tempo de D. Manuel o Venturoso, até ao fim do domínio Espanhol, Foreword by Manuel M. C. Atanásio, Translated by Maria Morgado and edited by Presença. Lisboa: Presença. (First published: 2 vols. 1890-1895. Frank-furt: Henrich Keller)
Jacobs, Jane. 1992. The death and life of great Ameri-can cities. New York: Vintage Books. (First published: 1961. New York: Random House)
Kenneth, Frampton. 1987. Historia crítica de la arquitectura moderna. Barcelona: Editorial Gustavo Gili (First published: 1981. London: Thames and Hudson)
Kubler, George. 1972. Portuguese plain architecture between spices and diamonds, 1521-1706. Middletown, Conn: Wesleyan University Press
Lino, Raul. 1918. A Nossa Casa: Apontamentos sobre o bom gôsto na construção das casas simples. Lisboa: Atlântida.
Lino, Raul. 1929. A Casa Portuguesa. Lisboa: Escola Tipográfica da Imprensa Nacional.
Lino, Raul. 1934. “O Rossio.” March 5, 1934, [Letter] Available at: RLFC
Lino, Raul. 1934. “O funcionamento do Rossio como verdadeiro coração da cidade,” March 15, 1934. [Letter] Available at: RLFC
Lino, Raul. (1935). “Implantação dos Bairros Económicos de Lisboa.” [Personal process of the architect Raul Lino (1934-1949): (PPRL)] Available at: Library of the Directorate-General for Cultural Herit-age (DGCH) (Accessed: March 21, 2009).
Lino, Raul. (1935). “Construção de 100 casas económicas em Portimão.” [PPRL] Available at: DGCH (Accessed: March 21, 2009).
Lino, R. (1935). “Edificações económicas a erigir na cidade do Porto.” [PPRL] Available at: DGCH (Ac-cessed: March 21, 2009).
Lino, Raul. 1937. “Espírito na Arquitectura”. In Auriverde Jornada: recordações de uma viagem ao Brasil, 163-235. Lisboa: Valentim de Carvalho.
Lino, Raul. 1942. “Reunião da Ex.ma Câmara efectuada em 14 de Abril de 1942 e continuada em 23 do mesmo mês.” 55-59. In Actas da Câmara Municipal de Lisboa. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Lino, Raul. (30 Oct. 1945). Parecer. [PPRL]. Available at: DGCH (accessed: May 13, 2011).
Lino, Raul. 1945. Quatro Palavras sobre Urbanização. Lisboa: Valentim de Carvalho.
Lino, Raul. 1945. “Vicissitudes da casa portuguesa nos últimos cinquenta anos”. Ver e Crer, n.º 8: 33-37.
Lino, Raul. 1948. Os Paços Reais da Vila de Sintra. Lisboa: Valentim de Carvalho.
Lino, Raul. 1948. “Ante-Plano de Urbanização da cidade de Tavira. Memória Descritiva.” [October 6, 1948], http://baimages.gulbenkian.pt/images/winlibimg.aspx?skey=&doc=192594&img=27188 [Last accessed April 14, 2019].
Lino, Raul. 1950. “Maneiras.” Diário de Notícias, Jan. 30, 1950. https://doi.org/10.25291/VR/1950-VLR-30
Lino, Raul. 1951. Arte, Problema Humano: a propósito da sede da O.N.U. Lisboa: Valentim de Carvalho.
Lino, Raul. 1952. “Sintra e a Urbanização.” Diário de Notícias, March 2, 1952.
Lino, Raul. 1953. “Considerações à margem do XXI Congresso de Habitação e Urbanismo.” Boletim da Ordem dos Engenheiros, Vol. II, n.º 3: 101-103.
Lino, Raul. 1953. “Generalidades”. Olisipo, n.º 62, April 1:73-82
Lino, Raul. 1955. “A Arquitetura morreu?.” Diário de Notícias, Aug. 4, 1955.
Lino, R. 1957. “Arquitectura, Paisagem e a Vida”. Bo-letim, n.º 1-3 (Jan-Mar): 15-28.
Lino, Raul. 1957. Evocação de Alexandre Rey Colaço. Lisboa: Valentim de Carvalho.
Lino, Raul. 1958. “Urbanização em atraso.” Diário de Notícias, Dec. 12, 1958.
Lino, Raul. 1969. “Raul Lino visto por ele próprio”. Vida Mundial, 1589 (1): 28-42.
Lipovetsky, Gilles and Serroy, Jean. 2010. A cultura mundo: resposta a uma sociedade desorientada. Translated by Victor Silva. Lisboa: Edições 70 (First published 2008. Paris: Odile Jacob)
Lôbo, Margarida S. 1999. Planos de Urbanização A Época de Duarte Pacheco. Porto: FAUP Publicações.
Lôbo, Margarida S. 1999. “Casas Económicas, Um programa emblemático da política habitacional do Estado Novo.” In Caminhos do Património (1929-1999), edited by Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, 151-158. Lisboa: Livros Horizonte.
Monteiro, Porfírio Pardal. “Do julgamento dos projetos de arquitetura, in 1.º Congresso Nacional de Arquitetura, Maio – Junho de 1948. Relatório da Comissão Executiva. Teses, Conclusões e Votos do Congresso, edited by Ordem dos Arquitetos, 98-101. Lisboa: Ordem dos Arquitetos. (First published: 1948. Lisboa: Sindicato Nacional dos Arquitectos)
Neto, Maria J. 2001. Memória, Propaganda e Poder. O Restauro dos Monumentos Nacionais (1929-1960). Porto: FAUP.
Oliveira, Mário de. 2008. “A Arquitetura no Plano Nacional.” In 1.º Congresso Nacional de Arquitetura, Maio – Junho de 1948. Relatório da Comissão Executiva. Teses, Conclusões e Votos do Congresso, edited by Ordem dos Arquitetos, 24-41. Lisboa: Ordem dos Arquitetos. (First published: 1948. Lisboa: Sindicato Nacional dos Arquitectos)
Ortega y Gasset, José. 2007. A rebelião das massas. Translated by Artur Guerra. Lisboa: Relógio d’Água. (First published 1930. Madrid: Revista de Occidente).
Pessanha, José. 1902. “Raul Lino”. A Construção Moderna, 56: XX.
Pevsner, Nikolaus. 1962. Os Pioneiros do Desenho Moderno: Uma história do desenho aplicado e das modernas tendências da arquitetura desde William Morris a Walter Gropius, Translated by João Paulo M. Rio de Janeiro: Ulisseia. (First published 1936. London: Faber and Faber)
Portas, Nuno. 1970. “Raul Lino: Uma interpretação crítica da sua obra de arquitecto e doutrinador”. Colóquio: Revista de Artes e Letras. 61(1): 14-22.
Ramos, Rui J.G. 2005. A Casa Unifamiliar Burguesa na Arquitectura Portuguesa: mudança e continuidade no espaço doméstico na primeira metade do século XX. PhD diss., Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto.
Rocha, Marta. 2017. O Valor do Tempo. O programa intelectual e arquitectónico de Raul Lino. PhD diss., Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto.
Rossi, Aldo. 2001. A Arquitectura da Cidade, Translated by José Charters M. Lisboa, Edições Cosmos, 2001. (First published 1982. London: Pub-lished by [i.e. for] MIT)
Silva, Raquel Henriques da. 2017. “A Avenida e a Pra-ça Marquês de Pombal.” In A Lisboa que teria sido, edited by EGEAC, 98-105. Lisboa: EGEAC.
Silva, Raquel Henriques da. 2017. “Entre desejo e realidade: de Parque da Liberdade a Parque Eduardo VII.” In A Lisboa que teria sido, edited by EGEAC, 114-127. Lisboa: EGEAC.
Scott, M. H. Baillie. 2004. Houses and Gardens: Arts and Crafts interiors. 3rd Ed., Suffolk: Antique Collec-tor’s Club. (First published: 1906. London: George Newnes)
Távora, Fernando. 2007. Da organização do Espaço. 7.th, Ed. Porto: Escola Superior de Belas-Artes. (First published: 1962. Porto: Escola Superior de Belas-Artes do Porto)
Telmo, José A. Cottinelli. 1935. “Os Novos edifícios Públicos.” In Problemas de Urbanização, 141-143. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Virilio, Paul. 2004.Ville Panique – Ailleurs commence ici. Paris: Éditions Galilée.
Virilio, Paul. 2008-2009. “Native Land, Stop Eject. Visit of the Exhibition.” Filmed November 2008 at Fonda-tion Cartier pour l’Art Contemporain, Paris, MA. Vid-eo, 4:00. https://www.fondationcartier.com/en/exhibitions/terre-natale-ailleurs-commence-ici?locale=en.
Zumthor, Peter. 2009. Atmosferas, Translated by Astrid Grabow, Barcelona: Gustavo Gili (First published: 2006. Basel: Birkhäuser)